• Bullying na escola - a família tem um papel fundamental no combate

    Os pais não devem ser omissos àqueles que praticam o bullying

    Quando o assunto é Bullying O papel da família é fundamental para combater

    A família deve valorizar o diálogo. Não se avalia pelo boletim se a criança sofre bullying. O lema "passou de ano está bom" só serve para pais omissos.

    Os pais devem estar atentos se o seu filho tem amigos, se conhece pessoas que sofrem alguma agressão ou se ele mesmo é intimidado na escola. A função da família é permitir que o filho exponha seu sofrimento.

    Mas muitas vezes a criança tem medo de dizer aos pais, principalmente porque tem medo de se expor e acha que os pais não vão valorizar os seus sentimentos. "No caso dos agressores, a família deve saber corrigi-los para que eles não continuem com as agressões na escola, mas não pelo medo de serem castigados, e sim, pelo tradicional método do diálogo aberto e da educação familiar, que é indispensável a qualquer indivíduo que vive coletivamente e de forma respeitosa".

    Qual a função da escola

    A escola deve adequar o ambiente escolar para reduzir o bullying e valorizar a diversidade. Medidas para esclarecer o que é o bullying também devem ser realizadas. É fundamental que a escola aja como um facilitador entre pais e alunos para encaminhar, orienta e resolver a questão. Um dos fatores que agrava ainda mais o problema é a omissão de professores e dos profissionais do ambiente estudantil.

    É essencial que o professor tenha consciência de que o bullying maltrata e baixa a autoestima da criança. Ao presenciar o bullying em sala de aula deve-se conversar seriamente com todos e ler uma lei que criminaliza quem pratica o bullying".

    A lei N.º 5.089, do estado do Rio de Janeiro, obriga os professores e funcionários de escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro a denunciarem casos de violência contra crianças e adolescentes, inclusive o bullying, a delegacias e conselhos tutelares. As instituições que não cumprirem a norma podem pagar multas de 3 a 20 salários mínimos. 

    Devemos combater o bullyng praticando ações, conforme abaixo:
    - Reduzindo a incidência das agressões com mobilização de toda a comunidade escolar: professores, coordenadores, pais e alunos.

    - Promover o trabalho de compromisso para a redução do bullying saindo da premissa: "Essa escola não vai mais tolerar o bullying".

    - Cada turma ou série construindo sua forma de conviver contra o bullying, admitindo o que é aceitável e o que não é.

    -  Trabalhar a amizade, solidariedade, não-violência e amor com atividades em grupo

    O bullying deve ser levado a sério por toda a comunidade escolar e familiar. 

    Os pais devem participar ativamente da vida escolar dos seus filhos..

Pesquisar no Site

Links de Acesso

Acesso Restrito

Curta nossa Página do Facebook

Manual do Aluno

Calendário

Parceiros

Corpo Brasi - Empresa lider em vendas de suplemento alimentarl

Climatempo

Notícias sobre a educação

Veja Como Chegar na Escola

Copyright © 2013 Escola Crescer Rj – Da Educação Infantil ao Ensino Fundamental Tel:(21) 3765-8677
E-mail: diretoria@escolacrescer-rj.com.br